google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk
top of page

Será que a ordem de consumo de alimentos pode ter um efeito sobre o excesso de peso?

Atualizado: 30 de abr. de 2019


Crédito da Foto: Pixaby

Os padrões alimentares são estabelecidos no início da vida e tendem a persistir na adolescência e na idade adulta. Portanto, é importante introduzir hábitos alimentares saudáveis ​​em crianças. Até o momento, no entanto, nenhum estudo publicado examinou os efeitos da ordem de consumo de alimentos nas refeições sobre o peso corporal das crianças em ambientes reais. Para avaliar se existe, de fato, um efeito, um estudo publicado na revista cientifica Frontiers in Pediatrics, avaliou a associação entre o que foi consumido (legumes, arroz/pão, carne/peixe ou sopa) no início de uma refeição e o sobrepeso na infância no Japão.


Os autores utilizaram dados transversais do estudo Adachi Child Health Impact of Living Difficulty (A-CHILD), um estudo de base populacional que incluiu todos os alunos da primeira série em Adachi City, Tóquio, Japão, realizado em 2015. Por meio de um questionário, foram identificados quais tipos de alimentos as crianças comiam primeiro nas refeições. O questionário foi preenchido por 4.040 cuidadores. Utilizamos os dados correspondentes do check-up de saúde escolar (altura e peso) para avaliar o excesso de peso em cada criança. Vale lembrar, que no Japão, uma refeição típica – conhecida como “ichi-ju san-sai” – consiste em um alimento básico (como o arroz), uma sopa (geralmente missô) e três pratos (um prato principal e dois acompanhamentos). A comida é servida de uma só vez. Portanto, a ordem do consumo alimentar em uma refeição pode variar significativamente entre os indivíduos.


De acordo com Yukako Tani e sua equipe, as crianças que costumam comer carne/peixe primeiro nas refeições são mais propensas a estar acima do peso do que aquelas que consomem vegetais primeiro. Em contraste, os efeitos de comer arroz/pão ou sopa primeiro não diferiram significativamente dos que comem vegetais primeiro. As proporções do que foi consumido primeiro em uma refeição foram: legumes: 11,6%, carne/peixe: 23,3%, arroz/pão: 25,4%, sopa: 9,8% e indeterminado (variável): 29,9%. “Este é o primeiro estudo a examinar o efeito que a ordem de consumo durante as refeições causa sobre o status do peso corporal em crianças em um ambiente real”, enfatizam os autores.


“Existem várias explicações possíveis para nossas descobertas. Uma possibilidade é que comer alimentos de baixa densidade energética (vegetais) primeiro nas refeições pode promover melhor a saciedade e reduzir a ingestão de energia durante a refeição, que é o contrário do que acontece quando se ingere alimentos de alta densidade energética (carne/peixe) primeiro”, concluem Yakako e sua equipe. De fato, uma estratégia sugerida para melhorar a saciedade e reduzir a ingestão de energia é consumir uma porção de alimentos de baixa densidade energética, como legumes ou salada, como prato de entrada.

Referência: Yukako Tani, Takeo Fujiwara,Manami Ochi, Aya Isumi, Tsuguhiko Kato. Does Eating Vegetables at Start of Meal Prevent Childhood Overweight in Japan? A-CHILD Study.Front. Pediatr., 17 May 2018

83 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page