google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk
top of page

Dieta Mediterrânea e Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade em crianças e adolescentes.

Atualizado: 12 de fev. de 2019


Crédito da Foto: Freepik

O Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos mentais mais frequentes nas crianças em idade escolar, atingindo de 3 a 9% delas - 3 meninos/1 menina. Algumas crianças com TDAH já são difíceis de serem cuidadas antes mesmo dos 3 anos de idade, por serem muito ativas, irritáveis, temperamentais, autoritárias, podendo ainda ter distúrbio de sono e/ou alimentar. Pensando na hipótese de que a baixa aderência à dieta mediterrânea seria associada a maiores diagnósticos de TDAH, um estudo publicado em janeiro de 2017 no Pediatrics, os autores recrutaram 120 crianças e adolescentes e coletaram informações sobre seus hábitos alimentares. Com os dados em mãos, não sobrou dúvidas: os autores notaram uma ligação entre dieta mediterrânea e baixo diagnóstico de TDAH. Se não bastasse, baixo consumo de frutas, legumes, massas e arroz, ignorar o café da manhã e maior uso de fast-food foram associados com diagnóstico de TDAH. Alto consumo de açúcar, doces, bebidas de cola, refrigerantes e baixo consumo de peixe gordo também foram associados com uma maior prevalência de diagnóstico de TDAH.


Referência:

Rios-Hernandez A  , Alda JA , Farran-Codina A  , Ferreira-García E , Izquierdo-Pulido M . The Mediterranean Diet and ADHD in Children and Adolescents Pediatria. 2017 Feb; 139 (2). pii: e20162027. doi: 10,1542 / peds.2016-2027.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


コメント機能がオフになっています。
bottom of page