Maioria dos jovens vê propaganda de álcool na internet.

Atualizado: 12 de Fev de 2019


Crédito da Foto: iStock

Pesquisa mostra que essa exposição, somada a outros fatores, pode ter alguma associação com abuso da bebida.


Embora o consumo excessivo de álcool tenha inúmeros fatores envolvidos, a propaganda pode ser outro elemento a ser considerado em jovens extremamente receptivos ao marketing via web. Isso é o que sugere uma pesquisa recém-publicada no periódico científico Pediatrics que avaliou a relação entre o engajamento de adolescentes com as marcas de bebida e seus hábitos de consumo. Segundo os autores, apesar do grande volume de publicidade desse tipo na internet, há poucos estudos para avaliar seu impacto.


Os pesquisadores acompanharam 2012 norte-americanos com idades entre 15 e 20 anos. Levando em conta dados como o número de visitas aos sites das marcas, se a pessoa seguia a empresa nas mídias sociais e a capacidade de lembrar imagens dessas ações foi desenvolvido um sistema de pontos para mensurar a adesão ao marketing das cervejas e afins.


Ao longo de um ano, os pesquisadores avaliaram essa pontuação e o costume de beber – qualquer quantidade até o abuso (seis ou mais doses na mesma ocasião), e cruzaram os números com diversas informações socioeconômicas, entre outras.


Apesar de que altos níveis de engajamento com as marcas foram pouco comuns, a grande maioria dos avaliados – quase 60% - já tinha visto esse tipo de propaganda. Para se ter uma ideia, apenas 6% visitavam websites.


Entre aqueles extremamente suscetíveis ao marketing, houve registro de abuso ao longo do tempo, sugerindo que pode haver algum grau de associação entre essa receptividade e problemas futuros com a bebida. Mas, claro, deve-se levar em conta que há vários elementos a serem pesados na relação entre marketing e bebida.  Esses indivíduos, por exemplo, eram justamente os que mais usavam a internet, os que tinham familiares ou amigos que tomavam e histórico de uso de álcool. Tanto que, ao que parece, a publicidade não foi associada com a iniciação aos drinques.


De qualquer forma, os resultados sugerem a necessidade de um maior monitoramento do comportamento dos adolescentes e de mais pesquisas sobre o assunto.


Referência:

McCLURE, A.C.; TANSKI, S.; LI, Z.; JACKSON, K.; MORGENSTERN, M.; LI, Z.; SARGENT, J. Internet Alcohol Marketing and Underage Alcohol Use. Pediatrics, february 2016, Vol 137/ Issue 2

0 visualização
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Nutrociência

Rua Borges Lagoa, 1.080, conj. 603
Vila Clementino, São Paulo - SP

Informações e Agendamentos

Tel: (11) 5575-3875

(11) 95776-9213