google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk google-site-verification=zMJEzW0AoojUlm4gH1t7R-sKjhkj12kQ6BMp2yiyTnk
top of page

Ingestão de bebidas contendo açúcar durante a gravidez e composição corporal dos filhos na financia.


Crédito da Foto: Getty images

O consumo exagerado de bebidas contendo açúcar já está associado ao aumento do risco de obesidade em qualquer etapa da vida; no entanto, não está esclarecido se o consumo dessas bebidas durante a gravidez pode oferecer alguma consequência ao bebê. Para esclarecer essa questão, o Grupo de Estudo Geração R, na Holanda, conseguiu especular qual seria o impacto do consumo de bebidas açucaradas – sucos de fruta, refrigerantes e sucos concentrados -, durante a gravidez, no índice de massa corporal (IMC) e no índice de massa de gordura da criança. E, acredite, o estudo sugere que a ingestão de bebidas açucaradas durante a gravidez está associado ao aumento do IMC e da massa de gordura nas crianças durante a primeira infância.

Vincent Jen e sua equipe recrutaram 3312 pares mãe-filho do Grupo de Estudo Geração R, uma coorte prospectiva da vida fetal. A ingestão do alimento foi avaliada no primeiro trimestre (com questionário de frequência alimentar) e os dados antropométricos das crianças foram coletados aos 6 anos de idade (IMC e índice de massa de gordura). “A ingestão de bebidas açucaradas durante a gravidez foi associada ao aumento do IMC da criança aos 6 anos de idade”, concluem os autores.


10 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page